InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seConectar-se
Compartilhe | 
 

 Se é amor, não importa com quem for

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
racquel
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 421
Idade : 23
Localização : No quarto do Tom xD Me procura lá que vc acha xD
Emprego/lazer : só estudo num faço mais nada inda bem *O*
Humor : bom...sou calma, até alguem chegar e me irritar ù.ú
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Sab Ago 22, 2009 9:46 pm

meus amorzinhos xD obrigada por continuarem comentando e lendo *___* ( apesar de eu estar cheio de trabalhos para fazer, eu vou tentar postar todo dia xD )
espero que gostem o/ kiss

A noite passou rápido. Tom acordou com os raios de sol invadindo as janelas que mantinham as cortinhas abertas. Olhou para a cama à frente e não viu seu semelhante. Lembranças da noite anterior lhe passavam pela cabeça. Tinha que conversar com Bill, dizer que o sentimentos do mais novo é causado devido a adolescência, queria voltar a ter o relacionamente normal de irmãos, ao invés de ficarem se evitando, Bill ainda continuava sendo seu irmão.

- Onde será que ele está?- Perguntou para si mesmo tendo logo como resposta os barulhos da água caindo, vindo de dentro da casa de banho.Tom resolveu se trocar e esperar o irmão terminar de tomar banho. Sentou-se na sua cama já arrumado e esperou. Logo ouviu o barulho da porta sendo destrancada e de lá saindo um pequeno corpo enrolado com uma toalha na cintura. Tom desviou um pouco o rosto e começou a olhar para seus pés que balançava devido ao pouco nervosismo que possuia.

- Precisamos conversar.- Diz Tom agora olhando para o mais novo. Bill leva um susto, não tinha visto o irmão alí, achava que este já tinha ido tomar o pequeno-almoço.

- Tom, que susto.- Diz Bill pondo as mãos no peito. Logo percebeu que ele mesmo estava apenas com uma toalha na cintura, corou pela situação em que se encontrava.- Conversar? Não temos que conversar, esquece tudo, Tom.- Diz Bill se dirigindo para sua mala e logo abrindo-a e pegando as roupas que iria usar naquele dia.

- Esquecer? Bill, você disse que me ama...mas...mesmo eu não podendo corresponder...eu quero continuar tendo o relacionamente de irnão que eu sempre tive com você.- Diz Tom se levantando e fitando o mais novo.

- Eu sei o que eu disse...eu sei que você não pode me corresponder...é por isso que eu pesso para você esquecer.- Diz Bill deixando cair uma lágrima, mas, como estava de costas para Tom, este não percebeu.- Eu não quero que você me deixe...eu quero continuar ao seu lado...um dia isso vai passar.- Diz Bill limpando seu rosto e se virando para Tom.

- Você me desculpa?.- Pergunta o mais velho recebendo uma resposta afirmativa vinda da cabeça de Bill.- Eu nunca vou te deixar maninho. Me perdoa por não corresponder.- Sentiu uma pontada no peito por dizer que não podia corresponder Bill. Tom chegou mais perto e abraçou-o.- Vamos continuar o mesmos, não vou mudar em nada com você.

- Eu fico feliz, Tom. Não quero que nosso relacionamente mude. Você não é obrigado a corresponder mesmo, bom, acho que nem deve.- Dá uma risadinha para o mais velho que logo em seguida lhe retribui o sorriso.

- Mas...como você vai ficar?- Perguntava Tom em relação ao sentimentos do mais novo.

- Eu...já chorei, vou chorar um pouco ainda, vai continuar doendo aqui dentro por um tempo mas...eu esqueço.- Diz sorrindo, Tom faz uma cara de triste.- Não fique assim. Ahhh, pra você ter uma ideia de que eu vou conseguir te esquecer, ontem eu aceitei a proposta que o Georg me fez.- Diz Bill colocando sua cueca por debaixo da toalha. Tom olha para o mais novo erguendo uma sombrancelha como sinal de que não tinha entendido.

- Proposta? Que proposta?- Pergunta dando um pequeno sorriso como curiosidade por saber o que era.

- Bom...ele me pediu em namoro...e eu aceitei.- Dizendo isso, Bill viu o sorriso de Tom sumir de sua face e logo em seguida a cor vermelha se apoderar dela.

- O...O QUÊ?- Pergunta Tom alterado.

- Que foi? Ele é meu melhor amigo e ele me fará te esquecer...não vejo mal nisso.- Diz Bill calmamente não entendendo porque Tom se alterou ao saber da notícia. Realmente, não tinha mal nenhum nisso. Nem mesmo Tom sabia porque que tinha se alterado. Mas só sabia de uma coisa...se Bill namorasse, ele não passaria mas o tempo todo com ele, mas sim passaria seu tempo com o Georg. Ele não queria dividir o irmão, mas não falaria isso, tinha que inventar algo.

- Mas...você me ama.- Diz Tom recebendo um olhar confuso.- se você namorar ele, tu vai estar usando ele, pois você não ama ele, e sim à mim.- Diz batendo os pés no chão.

- Olha, Tom, eu posso amá-lo...sim...ele é gentil,carinhoso...eu posso amá-lo.- Diz Bill já com toda sua roupa no corpo.- Por que ficou tão bravo? Ficou com medo de que eu passe mais tempo com ele do que com você?- Diz Bill brincando e se dirigindo a porta do quarto. Tom faz uma cara de quem tinha sido pego em algum flagrante.

- Ahhh , não.- Diz Bill olhando para o mais velho.- Não me diga que é isso?- Pergunta Bill rindo da cara de Tom. Este abaixou ca cabeça e começou a fitar os pés.

- Seu bobo, nada vai mudar.- Tom ergue a cabeça e olha o mais novo.

- Promete?- Pergunta se aproximando de Bill.

- Prometo, não te deixaria de lado por ele.- Tom abriu um sorriso grande de satisfação em ouvir aquelas palavras sendo pronunciados por seu irmão.

- Te amo, mano.- Diz Tom colocando uma mão na cintura de Bill e o puxando para fora do quarto para irem tomar o pequeno-almoço

- Claro que me amas.- Diz Bill irônico.- Também te amo, Tom.- Dizendo isso, os dois desceram de mãos dadas para irem tomar café. Mesmo Bill dizendo que não o deixaria de lado mesmo namorando Georg, ele não tinha gostado da ideia, sentia algo estranho, algo incomodativo...Georg não era o homem certo para Bill...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melanie Kaulitz
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 760
Idade : 23
Localização : Portugal
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Depende dos dias
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Dom Ago 23, 2009 12:07 am

Claro que o Georg não é o homem certo para o Bill
O homem certo para o Bill é o Tom x)
Se o Georg faz alguma coisa ao (meu) Billy eu espanco-o até à morte Ò.Ó
E eu tou falando sério u.u
(nossa, eu vejo tanta coisa escrita em brasileiro e agora tou falando assim também XD)
Quero mais sim? ^^
Kiss...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://o-diario-dos-disparates.blogs.sapo.pt
Rockabilly
Tarad@
Tarad@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 319
Idade : 28
Localização : ao lado do Bill
Humor : Perverso XP
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 11/02/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Dom Ago 23, 2009 3:18 am

Melanie Kaulitz escreveu:
Claro que o Georg não é o homem certo para o Bill
O homem certo para o Bill é o Tom x)
Se o Georg faz alguma coisa ao (meu) Billy eu espanco-o até à morte Ò.Ó
E eu tou falando sério u.u
(nossa, eu vejo tanta coisa escrita em brasileiro e agora tou falando assim também XD)
Quero mais sim? ^^
Kiss...

Bem eu fasso das tuas palavras as minhas disses-te tudo Melanie e tambem vejo tanta coisa escrita em brasileiro que quando dou por ela ja estou a escrever e a falar brasileiro =/ xD


va liebe posta logo bitte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
racquel
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 421
Idade : 23
Localização : No quarto do Tom xD Me procura lá que vc acha xD
Emprego/lazer : só estudo num faço mais nada inda bem *O*
Humor : bom...sou calma, até alguem chegar e me irritar ù.ú
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Dom Ago 23, 2009 9:22 pm

estou sentindo que a fic está fraca xD ( cade todas as minhas leitoras T-T ultimamente tem vindo pouquissimos reviews...) se estiver faltando alguma coisa na fic, me aconselhem ok =/ kiss ^^


As férias em Maldivas tinha passado rápido para a família Kaulitz. Logo estavam no colégio novamente para mais 6 meses de rotina que provavelmente passariam até bem rápidos devido ao fato de que agora eles já estavam acostumados e tinham mais diversões além de só estudarem.
Bill e Tom voltaram a ter o velho relacionamente normal que irmãos devem ter, nenhum dos dois tocava mais "naquele" assunto, principalmente agora que Bill tinha namorado e ficava de vez em quando pelos cantos do colégio beijando Georg. Tom sentia um pouco de falta do irmão, estava acostumado a tê-lo sempre por perto, mas agora, Bill sempre tirava umas 2 horas do dia para ficar com Georg, normal. Mas o mais velho não...aceitava. Sempre tentava fazer com que Bill voltasse para o quarto com ele e jogasse video-game ou fizessem qualquer coisa.

- Bill, vamos pro quarto, tem trabalho pra fazer.- Diz Tom se levantando de sua cadeira.

- Pode ir subindo que eu já vou, Tom.- Diz Bill dando um selinho no namorado que estava ao lado. Provavelmente, Bill queria curtir um pouco mais o namorado.Tom olha fulminante para Georg e morde o lábio inferior, Georg percebe sua irritação.

- Calma, cunhadinho.- Diz Georg rindo.- O teu irmão não vai fugir,vai ficar um pouco mais aqui comigo antes dele subir, não vai atrasar ele de fazer o trabalho.- Diz ele passando a mão sobre os cabelos negros do mais novo.

- Vai, vai atrasar sim. Estamos no final do ano e temos que entregar os últimos trabalho.- Diz o mais velho segurando a não de Bill e o fazendo levantar da cadeira.

- Espera aí, Tom, deixa eu ficar um pouco mais.- Diz Bill tentando se soltar.

- Não, não e não. Você vem comigo.- Dizendo isso, Tom arrasta Bill para subir as escadas, este lança um último olhar para Georg como se estivesse pedindo desculpas.

- O que deu em você?- Perguntava Bill sentando em sua cama enquanto Tom fechava a porta.

- O que deu em mim? - Diz sínico.- Você disse que não ia me deixar de lado só porque está namorando.- Diz Tom batendo o pé no chão.

- Mas eu não estou te deixando de lado, estou dando a mesma atenção que sempre dei.- Diz Bill se levantando e ficando na frente e o olhando irritado.

- Não é verdade. Você anda pra cima e pra baixo com o Senhor-chapinha-ambulante e tá se esquecendo do seu irmão aqui. Quando nós conseguimos um tempo para nós você fica falando só dele.- Diz Tom olhando pro mais novo.

- Está...com ciúmes?- Pergunta Bill divertido.

- Eu? Com ciúmes?- Pergunta Tom irônico.

- É...sabe o que eu acho...você tá com saudades de mim...mas eu nunca te deixei.- Diz Bill jogando Tom na cama e logo depois se colocou em cima do mais velho, ficando com uma perna em cada lado da cintura de Tom.

- Não é ciúmes...e sai de cima de mim.- Diz Tom indignado.

- Não saio...- Diz Bill começando a fazer cosquinha no mais velho.- Só paro quando você confessar que está com ciúmes.- Diz Bill rindo da cara que o mais velho fazia enquanto ele o enchia de cosquinhas.

- Eu...hahahhaha....não...hahah...não to com ciúmes...hahahha.- Diz Tom tentando se livrar das cosquinhas do irmão.

- Não vo parar.- Diz Bill se inclinando um pouco mais seu corpo para perto do peito de Tom, fazendo com que as respirações ficassem bem próximas. Por um momento, Bill pára de fazer cosquinhas para poder visualizar a figura do irmão embaixo de si. No momento em que Bill paro, foi a oportunidade pefeita para Tom trocar as posições, ficando por cima do mais novo. Pegou as mãos de Bill e as colocou em cima da cabeça do mais novo, fazendo com que os braços ficassem esticados. Conseguiu segurar as mãos do mais novo apenas com uma mão e com a outra começou a fazer cosquinhas.

- Haha, agora quem é que manda aqui, hein?- Perguntava Tom vendo a figura de Bill se retorcendo embaixo de si.

- Pára, Tom, por favor...hahhaa...eu odeio cosquinhas.- Dizia Bill rindo enquando falava. Tom queria provocar o irmão, colocou sua mão dentro da camisa de Bill e começou a fazer fazer cosquinhas.

- Ahhh...debaixo da camisa não.- Dizia Bill rindo e se arrepiando pelo contato da mão de Tom em sua pele. As camisas de Bill sempre foram curtas, e a camisa que Bill estava fazia com que metade de sua barriga aparecesse e sua tatuagem também. Tom pára de arrepiar o mais novo e começa a olhar para o desenho na virilha do irmão. Bill ainda ria mas foi se acalmando quando Tom parou.

- Que foi.- Pergunta Bill ainda preso pela mão de Tom.- Você já viu essa tatuagem, Tom.- Diz Bill soltando uma risadinha, mas logo pára quando sente os lábios do mais velhos sobre o desenho.- Ahh,hum...Tom.- Bill solta um pequeno gemido sem querer.- Por que fez isso.- Diz olhando o mais velho que agora o estava olhando também.

- Senti vontade.- Diz sorrindo.

- Não te entendo...não faça mais isso.- Diz virando o rosto sem encarar o irmão. Tom pegou no rosto de Bill e o fez encarar novamente.

- Me ajuda, Bill.- O pedido soou praticamente como se o mais velho estivesse implorando.

- Como assim?

- Me ajuda a entender esse sentimento novo que eu estou sentindo faz 6 meses, mas até agora não sei o que é.- Diz Tom acariciando o rosto de Bill.

- Mas...como eu posso saber se não me explicar.- Diz Bill se soltando das mãos de Tom, mas ainda permaneceu embaixo dele.

- Ok. Vou tentar. Faz 6 meses que eu to sentindo algo...novo. Desde que Georg apareceu, eu não tenho dormido direito. Quando ele te beija, eu queria estar no lugar dele, quando você sorri para ele, eu queria estar na sua frente e receber o sorriso, sinto a vontade de te esconder de tudo e de todos e apenas ver que seus olhos são para mim. Eu não sei o que é isso que eu sinto pelo meu próprio irmão gêmeo, parece doentio.
Naquela vez que fizemos "aquilo" eu não achei errado, queria botar dentro da minha cabeça que o que a gente fez foi totalmente absurdo, mas eu não conseguia ver erro naquilo, mesmo que eu devesse. E não sei por que mas...- Tom pára de falar e aproxima os lábios do ouvido do mais novo.- Essa sua estrela me excita.- Diz voltando a olhar para o irmão.- E eu não sei que sentimento é, mas resumindo tudo o que eu falei, eu quero você só pra mim. Você sabe o que é isso?- Pergunta Tom limpando uma lágrima que Bill deixou cair de seu rosto.

- É o mesmo que eu sinto.- Diz Bill envolvendo o pescoço do mais velho com seus braços.- Toda vez que eu beijou o Georg, eu imagino você, as vezes eu passo a noite acordado tentando dizer para mim mesmo que eu já tinha deixado de te amar e que agora amava o Gê, mas quando eu via você, eu sabia que ainda não te tinha esquecido. Eu tentei, mas não consigo.- Diz Bil agora deixando as lágrimas possuirem sua face avermelhada. Tom limpava uma por uma.

- E agora? Você é um ladrão...como conseguiu roubar meu coração?- Pergunta Tom sorrindo.

- Não sou eu o ladrão...você que roubou meu coração primeiro.- Diz colocando a mão de Tom sobre seu coração.- Ele só bate assim por você.- Diz olhand para Tom que agora se encontrava emocionado.

- Eu...- Tom fecha os olhos.

- Você?- Bill o olha confuso.

- Te amo.- Tom abre os olhos e vê Bill de boca aberta.

- Não sabe o quanto eu esperei ouvir isso.- Diz Bill tomando os lábios do mais velho em um beijo apaixonante em que o outro retribuia igualmente.

- Te amo, te amo, te amo.- Diz Tom beijando o pescoço do mais novo, Bill apenas gemia ouvindo o irmão dizer aquilo. As camisetas de ambos voaram para algum lugar desconhecido do quarto, Tom chupava os mamilos de Bill enquanto sua outra mão acariciava o membro do mais novo.

- Só eu posso te tocar aqui.- Diz Tom apertando o membro de Bill sobre a calça e lambendo sua estrela.

- Ahh...Tom...eu não deixaria ninguém mais me tocar.- Diz Bill ainda gemendo.- Só você.- Bill troca de posição ficando e cima do mais velho, vai se abaixando até chegar nas calças largas de Tom, retira com cuidado e começa a brincas com o elástico do boxer de Tom.

- Vou retribuir, aquela vez foi você que fez em mim.- Dizendo isso, Bill retira o boxer do irmão e coloca o membro de Tom na boca, fazendo movimento para cima e para baixo.

- Ahhhh...OH God, Bill.- Tom gemia o nome do irmão. De repente, Bill pára.- Por que?- Pergunta confuso.

- Quero que você venha...dentro de mim.- Bill se posicionou em cima do mais velho, colocou uma perna em cada lado e sentou em cima do mebro de Tom. Os dois gemeram alto. Tom colocou as mãos na cintura de Bill ajudando-o a ir para cima e para baixo, cada vez mais rápido.

**********************************

- O que é isso?- Pergunta Georg passando na frente do quarto do "seu" namorado, colocou o ouvido na porta e começou a ouvir.

- Isso...mais rápido.- Gemia Bill.

- Estou vindo.- Gemia Tom.

- Mas isso é...- Dizia Georg se afastando da porta.- Eles estão...Meu Deus.- Georg coloca a mão no bolso.- Até que emfim esses dois estão juntos, 6 meses pro Tom perceber, não sei mais quanto tempo conseguiria fingir.- Diz Georg pegando seu telemóvel e ligando para alguém.

- Alô?- Pergunta uma voz feminina do outro lado da linha.

- Alô, aqui é o Georg.

- Oi querido, tudo bem?- Pergunta a mulher.

- Sim, sim. Tenho boas notícia para você, Simone.

- Não me diga que...- a mulher é interrompida por Georg.

- Isso mesmo, eles finalmente estão juntos, até que emfim o Tom percebeu que ama o Bill, nunca vi alguém tão lerdo e tão burro por não saber que ama alguém.

- Eu estava perdendo as esperanças com o Tom. O único que era igual a ele, era Jorg, o pai dele. Eu demorei um ano pra convencer Jorg de que ele me amava, eu sabia que ele sentia isso por mim, mas ele não sabia o que era. Ainda bem que o Bill fez Tom perceber.

- Sim, mas é a primeira vez que eu conheço uma mãe que ajuda o filho a namorar o próprio irmão.

- Eu não tenho preconceito, Bill me contou o que estava acontencendo com ele, e eu percebi que ele realmente amava o irmão. Mas o Tom, é burro que nem o Jorg, mas ele estava estranho, agia diferente, suspeitei que ele também o amava e queria ajudar, não quero que eles percam tempo, quero que vivam o máximo que puderem amando a pessoa certo, mesmo que sejam irmãos, por isso contratei você, foi bem pago, não reclame.- A mulher ri do outro lado da linha.

- Sim, sim, não estou reclamando. Mas, se eles se amam, tomara que sejam muito felizes.

- Se for amor, não importa com que for. Só queria que no futuro eles não se arrependessem do que fizeram no passado. Por isso estou tão feçiz por ter ajudado.

- E realmente ajudou, o Tom brigou uma vez comigo, me deixou com a cara roxa porque ele tinha visto eu beijar o Bill.- Georg ri.

- Esse dois...acho que no fundo sempre sentiram algo a mais...só faltava esse sentimento ser descoberto.

-Sim, mas o Tom, ele é realmente burro, nunca vi uma pessoa demora tanto pra saber que está apaixonada.

- Verdade, ahhahaha.

- Ainda bem que ele percebeu, agora eu posso voltar a ser hetero.

- Bom, hetero você não é, aceitou namorar com o Bill.

- Mas era por causa do trabalho.

- Mesmo assim...você pelo menos é bissexual.

- Ok, não vou discutir com a senhora...eu sei o que eu sou... eu acho. Bom, vou ir dormir porque não quero ficar escutando os gritinhos dos seus filhos aqui do lado.

- Gritinho. O que eles estão fazendo?

- An...nada...apenas se beijando.- Georg Mente, a mãe queria ajudar os filhos a serem felizes, mas não podia saber que eles faziam "aquilo" com essa idade.

- Ah, sim sim, pensei outra coisa. Eles ainda são novo pra fazer "aquilo"

- Hehehe, aiaiaiia, acho que nem tao novos.- Georg fala pra si mesmo.

- O que disse?

- Ah, nada, nada, eu vou ir dormir porque amanhã eu vou levar um fora do seu filho.

-Ok, boa noite, obrigada por ter aceitado me ajudar. Beijos.

- Tchau.- Georg desliga o telefone e vai para seu dormitório ter uma boa noite de sono enquanto os gêmeos se "divertiam".


FIM FIM FIM




BRINCADEIRA XD~ nao acabo nao hehe


Última edição por racquel em Seg Ago 24, 2009 9:48 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melanie Kaulitz
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 760
Idade : 23
Localização : Portugal
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Depende dos dias
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Dom Ago 23, 2009 10:04 pm

O.O
Ok. Tou chocada Oo
Então aquilo do Georg era tudo um plano? O.O
OMG! Shocked
*Melanie respira fundo*
Ai meu Deus, posta mais rapido, quero ver a reacção dos gémeos quando souberem a verdade XD
O Tom é burro mesmo --'
Finalmente ele percebeu u.u
Posta, posta, posta. Eu quero mais, amo essa fic *____________________*
Kiss..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://o-diario-dos-disparates.blogs.sapo.pt
Miss_Blood
Viciad@
Viciad@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 380
Idade : 25
Humor : Happy in my own darkness
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 22/12/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Dom Ago 23, 2009 11:03 pm

EU TOU AKIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII..lo..xD
Olha a fic ta UM MAXIMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO..
Normalment tem havido pokas leitoras em todas as fics . Mais dont worry.. SEMP FIEL leitora até ao fim..
E digo.t MAIS MAIS MAISSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tokio_hotelclelia.blogs.sapo.pt/
Miss KayLee
Obscen@
Obscen@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 24
Localização : In a secret place with him
Emprego/lazer : nyet xD
Humor : Depende
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 16/11/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Seg Ago 24, 2009 6:05 pm

Estou igualmente chocada O.O
OMG OMG nunca pensei tal coisa.
E a Simone O.O GOSH Shocked

Bem continua depressinha *-*
Estou mesmo mesmo a amar a fic *-*
Beijinhus
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
racquel
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 421
Idade : 23
Localização : No quarto do Tom xD Me procura lá que vc acha xD
Emprego/lazer : só estudo num faço mais nada inda bem *O*
Humor : bom...sou calma, até alguem chegar e me irritar ù.ú
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Ter Ago 25, 2009 2:20 am

bom, eu acho que como escritora, eu tenho que lhes avisar quando nao poderei postar, no caso, agora xD~
bom gente, nao vou postar hoje,
eu faltei 1 mes e meio no colégio
tou com trabalhos e materias atrasadas desde o dedo do pé até o meu fio de cabelo arrepiado que eu tenho na franja Ç.Ç
e ainda tem olimpiada de matematica
oh ceus ninguem merece Ç.Ç
bom mas amanha eu tento postar
kisss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melanie Kaulitz
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 760
Idade : 23
Localização : Portugal
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Depende dos dias
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Ter Ago 25, 2009 2:36 am

Oh! Fico triste por não haver fic hoje Ç.Ç
Mas espero que amanhã compenses XD
Ok. Esta caiu mal. Sorry!
Mas sabes que eu tou a brincar né? ^^
Tou ansiosa por amanhã! Cool
Kiss...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://o-diario-dos-disparates.blogs.sapo.pt
racquel
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 421
Idade : 23
Localização : No quarto do Tom xD Me procura lá que vc acha xD
Emprego/lazer : só estudo num faço mais nada inda bem *O*
Humor : bom...sou calma, até alguem chegar e me irritar ù.ú
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Ter Ago 25, 2009 11:01 pm

se eu CONSEGUIR postar hoje xD eu posto mais a tarde ( bem mais a tarde sorry T-T é muito trabalho Ç.Ç )
brigada por esperarem minhas lindas =** kiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miss KayLee
Obscen@
Obscen@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 24
Localização : In a secret place with him
Emprego/lazer : nyet xD
Humor : Depende
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 16/11/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Ter Ago 25, 2009 11:18 pm

Nós esperamos Sim *-*
Tenta mesmo postar.
A fic está linda de mais *-*
Kiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
racquel
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 421
Idade : 23
Localização : No quarto do Tom xD Me procura lá que vc acha xD
Emprego/lazer : só estudo num faço mais nada inda bem *O*
Humor : bom...sou calma, até alguem chegar e me irritar ù.ú
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Qui Ago 27, 2009 8:05 pm

só para pedir desculpinhas por esses dias que eu nao postei xD é que eu tive uma mini viajem de pultima hora =X
e também, para avisar que em, mais ou menos, 1 horas ta pronto o proximo cap xD kiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melanie Kaulitz
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 760
Idade : 23
Localização : Portugal
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Depende dos dias
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Qui Ago 27, 2009 8:54 pm

8D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://o-diario-dos-disparates.blogs.sapo.pt
racquel
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 421
Idade : 23
Localização : No quarto do Tom xD Me procura lá que vc acha xD
Emprego/lazer : só estudo num faço mais nada inda bem *O*
Humor : bom...sou calma, até alguem chegar e me irritar ù.ú
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Qui Ago 27, 2009 9:21 pm

- Céus, que loucura.- Diz Tom ainda com a respiração acelerada deitado ao lado de Bill que respirava exatamente igual.

- Eu...estou sem palavras.- Dizia Bill tentando recuperar a respiração calma de que tinha antes de "brincar" com Tom.

- Como eu demorei tanto pra perceber que te amo tanto?- Perguntava Tom virando o rosto e olhando Bill que também estava com o rosto virado olhando para o mais velho.

- Lembra que uma vez a mãe disse que o pai demorou 1 ano pra perceber que estava apaixonado por ela? Então...algum de nós tinha que ter puxado o pai.- Diz Bill rindo.- Mas no seu caso...acho que...você é mesmo burrinho Tom.- Finaliza Bill dando um selinho em seu "novo namorado".

- Fogo, não me chama de burro.- Diz Tom fazendo careta enquanto dava um selinho no mais novo.

- Eu sei, a verdade dói.- Diz o mais novo recebendo um leve soco em seu peito, logo os dois estavam rindo.

- De tantas pessoas que eu poderia me apaixonar...eu me apaixonei justamente pelo meu irmão gêmeo.- Falava Tom calmamente.

- Hum. Parece loucura mesmo...se apaixonar pelo seu gêmeo...parece ser a mesma coisa que se apaixonar por si mesmo.- Diz Bill abraçando o mais velho e colocando sua cabeça em seu peito.

- Apaixonar por si mesmo? Só se for físicamente...você é totalmente diferente de mim, tem muitas qualidades que eu gostaria de ter...se você pensasse que nem eu, eu provavelmente não me apaixonaria...mas por você ser desse jeito, único, até eu, seu próprio gêmeo, se apaixonou por você.- Diz Tom dando um selinho na testa de Bill.- Não sei como demorei meses pra aceitar. Não quero nunca me separar de você, Billy.- Diz Tom acariciando os fios negros do irmão.

- Nossa, Tom...você diz que eu tenho muitas qualidades...mas é você que tem. Eu queria saber dizer as mesma coisas lindas que você diz.- Diz Bill levantando o rosto e juntando o seu nariz com o de Tom.- Também nunca quero me separar de você.- Diz Bill finalmente juntando seus lábios em mais um beijo calmo, mas, que com o passar do tempo, se tornou mais "selvagem". Logo se separam para respirar.

- Você me tira o fôlego, Bill.- Diz Tom rindo.

- Eu sei, eu sou bom demais.- Diz Bill mostrando a língua e fazendo os dois rirem. De repente, Bill inclina se corpo rapidamente, ficando sentado na cama. Tom faz o mesmo.

- O que foi, Billy?- Pergunta Tom estranhando Bill, este estava com uma cara assustada.

- O Georg.- Diz preocupado - Nós ainda...estamos juntos...de certa forma.- Diz olhando Tom.

- Simples. Termine.- Diz Tom acariciando o rosto de Bill.

- Terminar? Assim? Do nada? Ele vai querer uma explicação...e eu não posso dizer que estou com meu irmão.

- Verdade...diga que...vai mudar de colégio. Aliás, nós vamos mesmo, mamãe disse que ano que vem vamos estudar em outro lugar. Então vocês não poderam mais namorar.- Diz Tom sorrindo em saber que Bill não ficaria mais aos cantos com o Senhor-chapinha-ambulante, que provavelmente demorava mais que Bill para arrumar o cabelo.

- Boa ideia...- Diz Bill chegando mais perto de Tom.- Já disse que te amo?- Pergunta passando sua mão pelo peito de Tom.

- Porra Bill, tu nunca me disse isso.- Diz Tom irônico recebendo um beijo apaixonado de Bill.
O mais novo resolveu "brincar" mais um pouco com seu irmão antes de ir falar com Georg.

***************************************************************************

- Georg.- Diz Bill batendo na porta do mais velho.

- Pode entrar.- Bill ouve a voz vindo de trás da porta, logo entra e vê Georg sentado na cama como se o estivesse esperando.

- Gostaria de falar contigo.- Diz Bill vendo que Georg tinha uma cara confusa.

- Claro.- Georg tenta fazer a melhor cara de que estava confuso, sabia exatamente que Bill estava alí para terminar com ele. Tinha que ser bom ator e fingir decepção.

- Georg...sobre a nossa relação...eu quero terminar.- Falando isso, Bill consegue ver que a cara de Georg era de decepção.

- Ahh...mas...tudo bem, se é assim que você quer.- Diz Georg com a maior "cara" de decepção.

- Nossa...eu achei que você ia perguntar o por quê.

- Ah, claro, por quê?-

- Bom...eu vou mudar de colégio e é por isso que...- Bill não termina de falar.

- Sim, sim, eu entendi, Bill. Ahh que pena, mesmo assim continuamos amigos, certo?- Diz Georg abraçando o mais novo. Gostava de Bill apenas como um amigo, nada a mais.

- Claro...bom...vou indo. Meu irmão deve estar me esperando lá embaixo, a mãe já deve ter chegado.- Bill se despede de Georg e sai do quarto.

" Nossa...ele nem perguntou o por quê. Bom, assim fica mais fácil, ele aceitou numa boa. Ele é um rapaz compreensivel. Mesmo assim, foi estranho..até parecia feliz."-Pensava Bill enquanto descia as escadas e avistava o carro da mãe e seu irmão já lá dentro.
Georg que via Bill pela janela, viu que logo o mais novo já havia se distanciado do colégio. Pode finalmente gritar.

- YAHOOOOOOOOOOO, HETERO NOVAMENTE, AHAM, AHAM, AHAM, AHAM.- Gritava Georg enquanto colocava um CD para ouvir e começar a cantar junto com a música.- BOMBAAAA, SENSUAL, UM MOVIMIENTO SENSUAL, SENSUAL, UM MOVIMIENTO MUY SEXY...BOMBAAAA.- Os garotos que passavam pela porta do estranho ser que gritava, ou cantava, que nem uma cabra dando a luz, ficava olhando para a porta e pensando se nada de anormal estaria se passando lá dentro.

**************************************************

- Parece que está um clima melhor entre vocês, não é?- Dizia Simone abrindo a casa e dando espaço para os meninos passarem.

- Sim, tudo perfeito.- Tom beliscou a bunda de Bill sem que a mãe percebesse. Este soltou um gemido que só ele ouvia.

- Ok, subam e se troquem, hoje haverá visita para o almoço.- Diz Simone indo para a cozinha.

- Tá ok.- Dissetam em coro e subiram para o quarto.


- AHHH, está tudo ocorrendo tão bem.- diz Bill deitando em sua cama e logo sentindo o peso do mais velho em cima de si.

- Bem, bem demais.- Diz Beijando Bill.

- OH CÉUS, você não pára...é realmente um SexGot.- Tom ri do comentário de Bill.- Você me deixa exausto.

- Sério? Eu nem tô cansado...posso "brincar" com você o dia inteirinho.- Bill arregala os olhos.

- Não...nem o super-homem aguenta tanto.- Diz fazendo Tom rir novamente.

- Mas, então, me conta como que foi o conversa com o Georg.- Diz Tom colocando Bill em seu colo.

- Foi boa, boa até demais, ele aceitou normalmente, nem perguntou o por quê, eu que tive que comentar. Ele até parecia feliz.- Diz Bill ficando pensativo.

- Estranho...talvez ele não fosse totalmente gay.

- Será?

- Ou se apaixonou por outro...- Diz Tom beijando o pescoço do mais novo.

- Hum...não acho isso...tem algo estranho.- Diz Bill se arrepiando com o toque do mais velho.

- Você pensa demais.

- E você pensa de menos.- Diz Bill como se quisesse lembrar o quão "burrinho" Tom era.

- Oras, vai começar com isso?- Pergunta Tom fazendo bico.

-Não. Diz Bill beijando o biquinho de Tom.

- CRIANÇAS. A VISITA CHEGOU, E O ALMOÇO ESTÁ PRONTO. DESÇAM.

- A mãe tá chamando. Vamos.- Diz Tom erguendo Bill e o colocando de pé ao seu lado.

- Quem será que a mãe convidou pra almoçar?- Perguntava Bill pensativo.

- Vamos descobrir.- Diz Tom pegando na mão de Bill e o tirando do quarto para logo depois descer as escadas e ir para a cozinha.


- GEORG?- Gritaram os dois ao mesmo tempo ao ver Georg sentado na cadeira e sua mãe servindo a comida.

- É bom ver vocês dois também.- Diz brincalhão pelos gritos dos dois. Os gêmeos olharam para Simone querendo saber o que estava acontecendo.

- Queridos, sentem, tem motivo para eu ter chamado o Georg e conhecê-lo.

Os dois meninos sentaram na cadeira ainda um pouco confuso. Não é que não gostassem da presenã de Georg, era estranho o fato de que ele conhecesse sua mãe.

- Então...o que o trás aqui?.- Pergunta Bill colocando a comida em seu prato.

- Bom...como explicar isso...acho melhor sua mãe explicar.- Diz Georg empurrando a explicação para Simone.

- Bom...primeiro: eu sei que vocês dois estão juntos.- Pronto, os dois se engasgaram com o suco.

- O QUÊ?- Gritaram.

- Calma...eu não vou separar vocês nem nada disso...eu aceito numa boa...aliás, fui eu que ajudei.- Agora sim era que eles não entendiam mais nada.
- Vou continuar para você entenderem melhor.- Diz Simone olhando os filhos.

- É o seguinte.- Simone começa a falar.- Na primeira semana que vocês voltaram para a casa, vocês estavam estranhos um com o outro.- Motivo que era a festa, mas Simone não sabia.- Então, eu suspeitei que algo pudesse ter acontecido. o Tom nunca iria me dizer o que era, mas então, eu conversei com o Bill, e ele me disse que estava apaixonado pelo irmão.- Tom vira o rosto para ver o mais novo, este tinha uma cara tímida.

- Ok. Mas o que isso tem relacionado com o Georg?- Pergunta Tom impaciente.

- Deixa eu termina.- Diz Simone olhando o mais velho.- Continuando... Bill disse que estava apaixonado pelo Tom, eu não iria fazer nada de ruim, aliás, se vocês se amassem mesmo, por mim tudo bem, mas Bill disse que você não o amava, mas Tom estava estranho, então eu pensei que ele deve estar amando o Bill mas ainda não sabe o que é este sentimento.

- É, por aí.- Diz Bill rindo.

- Então...eu pensei que se o Tom puxou pelo Jorg, concerteza iria demorar uma eternidade para perceber isso.- Tom faz cara emburrada.- AÍ que entra o Georg.- Os dois olham para ele.

- Como assim?- Perguntam em coro.

-Vocês já tinham subido para o dormitório quando eu resolvi checar os documentos de vocês para ver se estava tudo certo, eu estava nervosa, não sabia o que fazer para ajudar meus filhos. Foi quando Georg, percebendo meu nervosismo, chegou perguntando se eu precisava de ajuda. Ele tinha dito que conhecia o colégio a vários anos, e que eu não precisava me preocupar com meus filhos já que ele iria lhes apresentar todo o colégio e tudo mais. Então eu perguntei se ele trabalhava, ele disse que não, mas que estava precisando de dinheiro. Então...eu ofereci um trabalho, namorar Bill para que Tom percebesse que o amava...e deu certo.- OK, esse final fizeram com que os dois ficassem de boca aberta, literalmente.

- ISSO...TUDO...FOI....UM PLANO?- Pergunta Bill em choque.

- E MAIS...A NOSSA MÃE METIDA NO MEIO.- Diz Tom também em choque.

- Mas agora, está tudo bem, vocês dois se amam realmente, não é?- Diz a mãe sorrindo para os filhos. Estes ainda estava confusos.

- Sim...nossa..acho que tenho a melhor mãe do mundo.- Diz Bill se levantando e abraçando a mãe.

- Nossa cara...- Diz Tom olhando pro Georg.- Eu bati em você.- Diz Tom se lembrando do soco que dera no mais velho.

- Não se preocupe...fazia parte do trabalho, só não pensei que ficaria 6 meses namorando o Bill até que você percebesse. Cara, foi o "namoro" que mais durou.

- Bom, mas agora, você está livre para outros garotos.- Diz Bill voltando a sentar na mesa.- Meu Deus, eu ainda tô tentando captar toda essa ideia...

- GAROTOS?? NÃO...eu não sou gay.- Todos olharam para Georg.

- Arruma outra desculpa...por que essa não cola.- Diz Tom rindo.

- Mas eu não sou mesmo.

- Os seus beijos não diziam isso.- Bill diz fazendo Tom sentir um leve ciúmes.

- ERA TRABALHO.- Grita Georg começando a ficar desesperado.- EU NÃO SOU GAY.

- Calma querido- Diz Simone.- Eu sei que é um choque descobrir que...- Simone não termina de falar.

- EU NÃO SOU GAY.- Grita Georg tomando em seguida um gole de suco.

- Relax, men, pra tudo tem um jeito- Diz Tom.

- Ó CÉUS...onde eu me meti.- Diz Georg colocando a mão na cabeça.

O almoço ocorrei muito bem, algumas vezes os gêmeos brincava sobre a opção sexual de Georg, o que o deixava muito irritado, até Simone entrava na brincadeira. Logo após almoçar, Georg voltou para o colégio, passaria o fim de semana lá, já que os pais estava viajando.

- Bom, vou lavar a louça.- Diz Simone se levantando.

- E nós vamos fazer "trabalhos".- Diz Tom puxando Bill.

- Trabalhos? Mas eu não me...- Bill não consegue terminar e já está sendo puxado por Tom para seu quarto, o quarto que dividiam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Miss KayLee
Obscen@
Obscen@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 24
Localização : In a secret place with him
Emprego/lazer : nyet xD
Humor : Depende
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 16/11/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Qui Ago 27, 2009 9:39 pm

Trabalhinhos? huhuhuhu Eu sei que genero de trabalhinhos são esses... Razz
Awww liebe eu amo esta fanfic.
Assériu que amo.
Continua depressinha sim?
Beijinhus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melanie Kaulitz
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 760
Idade : 23
Localização : Portugal
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Depende dos dias
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Qui Ago 27, 2009 9:53 pm

Eles já sabem a verdade XD
Coitado do Georg X'D
Trabalhos? Hum... eu imagino que trabalhos são esses! XD
Posta mais sim? ^^
Kiss..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://o-diario-dos-disparates.blogs.sapo.pt
Rockabilly
Tarad@
Tarad@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 319
Idade : 28
Localização : ao lado do Bill
Humor : Perverso XP
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 11/02/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Qui Ago 27, 2009 11:16 pm

Uiui desse tipo de "trabalhos" queria eu sempre...........continua bitte liebe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
racquel
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 421
Idade : 23
Localização : No quarto do Tom xD Me procura lá que vc acha xD
Emprego/lazer : só estudo num faço mais nada inda bem *O*
Humor : bom...sou calma, até alguem chegar e me irritar ù.ú
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Dom Ago 30, 2009 10:32 pm

- Calma Tom.- Diz Bill rindo vendo Tom trancando a porta do quarto em que dividiam. Se dirigi para perto de Bill e lhe beija o pescoço sensualmente, fazendo com que o mais novo soltasse um gemido.

- Preciso de você, aqui...agora.- Diz num sussurro fazendo Bill estremecer.- Só você consegue me deixar assim.- Diz Tom fazendo Bill olhar para seu membro. Tom já estava sentindo as calças ficarem apertadas.

- Nossa...já?- Diz Bill soltando uma risadinha.

- Minhas calças já estão até apertadas.- Diz Tom choramingando.

- Hum...pras suas calças largas ficarem apertadas..."você" deve estar realmente grande.- Diz Bill não se referindo ao Tom...mas sim ao mini-Tom. O mais velho solta um gemido sentindo as mãos do mais novo lhe entrarem pelas calças largas, e ficarem acariciando lentamente. Isto o estava deixando louco.

- Hum, vamos...ir mais rápido.- Dizendo isso, Tom pega Bill e o derruba na cama, fazendo com ele ficasse em cima do moreno.

- Nossa, pra que tão depressa?- Pergunta Bill sorrindo vendo o mais velho ir tão rápido com as coisas.

- Não sei, me sinto desesperado.

- Por quê?- Diz Bill embaixo de Tom se erguendo um pouco apenas para lhe dar um selinho.

- Eu sinto...como se nunca mais fosse te tocar.- Diz Tom falando devagar.

- Oras, isso nunca vai acontecer...eu te amo pra sempre.- Diz Bill agora vendo que a face de Tom tinha se tornado séria.- Ei, não se preocupa, nada de ruim vai acontecer.- Diz acariciando o rosto de Tom.

- Promete?- Diz baixinho como se houvesse mais alguém naquele quarto e só Bill pudesse ouvir o que ele estava dizendo.

- Claro, o que poderia acontecer de errado?- Pergunta Bill rindo da preocupação de Tom. Nada de ruim poderia acontecer...poderia?

- Tem razão.- Diz Tom finalmente sorrindo.- Então...- Tom aperta o membro de Bill fazendo este soltar um gemido não muito alto, sua mãe poderia ouvir, tinham que ter cuidado.- Vamos brincar.- Passa sua língua por seu piercing e morde o lábio inferior ao ver a face de prazer de Bill. Tom retira a calça do mais novo e logo depois sua boxer preta, deixando-o como veio ao mundo, do jeito que mais gostava de ver seu irmãozinho.

- Tom...por favor.- Diz Bill sentindo seu membro doer de tanto prazer que sentia em apenas ver seu irmão que também já estava nu.

- Por favor, o quê?- Perguntava se fingindo de desintendido.

- Ahh Tom, deixa de frescura.- Diz Bill fazendo Tom rir. Tom fica de quatro em cima de Bill, mas com sua cabeça virada para o pênis do mais novo, e seu pênis virado para Bill. Logo começa a chupar seu maninho, do mesmo jeito que Bill o chupava. Estavam num perfeito 69. Os dois gemiam a cada vez que que sentia-se chupado mais forte. Bill veio dentro da boca, ao fazer isso, para não soltar um gemido muito alto, este morde de leve o pênis de Tom, que com isso, vem na boca de Bill. O mais velho se vira, ficando ainda de quarto em cima do moreno, e se beijam, fazendo um sentir o gosto do outro. Tom faz com que Bill chupe 3 dedos seus, coloca as pernas do mais novo em seus ombros.

- Vou lhe preparar...- Diz sorrindo vendo a Bill fechar os olhos.

- Hum, hum.- Este apenas gemeu em concordância. Sentiu o primeiro dedo entrar, não doia tanto, era desconfortável no começo mas depois, puro prazer. Sentiu o segundo dedo, já não doia. Sentiu o terceiro, doeu um pouco, mas logo começou a gemer de prazer ao sentir os dedos do mais velho entrar e sair, bem rápido. Já tinha se acostumado e queria "algo maior".

- Ahhh,Tomy.- Diz Bill mordendo o lábio de prazer.- Entra...quero você...rápido.- Tom não recusou o pedido do irmão, retirou seus dedos e entrou devagar em Bill, fazendo este gemer mais de prazer do que de dor.

- Ohhh Bill...God.- Diz Tom se sentindo apertado dentro de Bill. Começou a se mover lentamente, como se estivesse testando Bill.

- Mais rápido, mais rápido...rápido.- Dizia entre os gemidos. Tom começou a estocar forte, saindo completamente do moreno e entrando em uma velocidade incrível, fazendo Bill morder a almofada que estava do lado para que não gritasse alto, atingia a prostáta do mais novo, e isso o enlouquecia. De repente, Tom sai de dentro de Bill.

- O que..houve?- Pergunta Bill ofegante.

- Vira pra mim.- Diz Tom vendo Bill o obedecer e ficar de quatro em sua da cama. Era incrível como seu irmão era bonito. Bill sentiu-se observado.

- O que está fazendo?- Diz Bill não sentindo nenhum movimento de Tom.

- Te olhando.- Diz sorrindo.

- Não faz isso...eu me sinto envergonhado.- Diz Bill fechando os olhos.- Entra...por favor.- Bill começa a rebolar e Tom não aguenta, se posiciona na entrada de Bill e logo entra completamente, tocando-o fundo. Dessa vez as estocadas foram mais rápidas, a posição em que estavam favorecia, e muito. Os gritos do mais novo foram abafados por almofadas, graças a Deus estavam alí para poder mordelas, senão Bill gritaria feito louco. Tom conseguia se conter, apesar de às vezes deixar escapar um ou outro gemido mais alto do que deveria.

- Eu...estou vindo.- Diz Bill sentindo as estocadas sendo mais fortes e o movimento da mão do mais velho em seu membro aumentar a velocidade de acordo com os movimentos das entradas.

- Eu também...estou...vindo.- Dizendo isso, Tom vem dentro de Bill, e logo Bill na mão de Tom. Estavam exaustos. Tom caiu em cima de Bill, e logo se levantou e se deitou ao lado do mais novo, conseguindo ver um sorriso por parte do moreno.

- Céus...é incrível...com você.- Diz Bill ainda ofegante se virando um pouco e ficando na frente de Tom.

- Eu consigo ser muito bom.- Diz Tom convencido mostrando um sorriso.

- Pelos menos nisso você é bom.- Diz Bill soltando uma risada alta ao ver a cara de irritação do mais velho.

- Oras...eu...eu...- Fingi estar irritado.

- Você...você...

- Te amo.- Diz Tom dando um beijo em Bill.

- Também te amo, Tomy.- Diz Bill parando o beijo.

- Eu...não quero te perder...mas eu sinto algo estranho.- Diz Tom confuso com suas próprias palavras.

- Mesmo que um dia nós nos separe...faremos de tudo pra voltar um pro outro, mas nós nunca nos vamos separar. Que preocupação, Tomy.- Bill possuia um ar de brincalhão ao falar isso para Tom, mas ele mesmo sentia que algo iria acontecer, mas não queria pensar nisso.

- Mesmo?- Tom acariciava o rosto de Bill, logo recebendo um "sim" do mais novo.- Nunca vou desistir de você...- Tom abraçou Bill, fazendo com que o menor dormisse em seu peito, logo adormecendo em seguida, não queria pensar naquele sentimento estranho que estava sentindo, algo estava errado, ou iria ficar errado. Sentia que por algum tempo iria perder algo que lhe é mais valioso que a própria vida. Mas Bill havia lhe dito,nunca iam se separar e, que se por um acaso acontecesse, eles fariam de tudo pra voltar um para outro. Sim, nunca se separariam, se amavam. Nada daria errado. Mas...por que esse sentimento ruim não vai embora?





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
racquel
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 421
Idade : 23
Localização : No quarto do Tom xD Me procura lá que vc acha xD
Emprego/lazer : só estudo num faço mais nada inda bem *O*
Humor : bom...sou calma, até alguem chegar e me irritar ù.ú
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Seg Ago 31, 2009 3:59 am

ou as minhas leitoras foram viajar...ou esqueceram dessa fic xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jana Kaulitz
Pervertid@
Pervertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 249
Idade : 29
Humor : Tonta
Data de inscrição : 17/12/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Seg Ago 31, 2009 1:45 pm

OH , que cap lindo *.*
Gostei mesmo :'D
Quero mais (:

kuss «3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melanie Kaulitz
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 760
Idade : 23
Localização : Portugal
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Depende dos dias
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Seg Ago 31, 2009 7:01 pm

Tão fofos *-------*
Eu babo-me toda com isto *.*
Eles não podem se separar T-T
Nada de ruim pode acontecer, não pode >.<
Quero mais pliese!
Kiss...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://o-diario-dos-disparates.blogs.sapo.pt
happy_me
Obscen@
Obscen@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 297
Idade : 25
Localização : Madeira
Humor : (:
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 15/07/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Ter Set 01, 2009 3:20 am

8O
vê o que fazes aos Kaulitz! estou de olho em ti! o.o
agora que os dois estavam bem, vai acontecer alguma coisa?! mas que raio de mundo é este? :'c

eu não esqueciiiiiiii >.< tenho de comprar um computador )': o meu foi à vida!

QUERO MAIS RAPIDO! >.<
u.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rockabilly
Tarad@
Tarad@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 319
Idade : 28
Localização : ao lado do Bill
Humor : Perverso XP
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 11/02/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Ter Set 01, 2009 8:03 pm

A tua leitora esta aqui lol!

Vava isto ta maravilhoso mas nao os separes continua rapido
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
racquel
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 421
Idade : 23
Localização : No quarto do Tom xD Me procura lá que vc acha xD
Emprego/lazer : só estudo num faço mais nada inda bem *O*
Humor : bom...sou calma, até alguem chegar e me irritar ù.ú
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Qui Set 03, 2009 6:14 pm

-Anda Tom, levanta criatura.- Diz Bill balançando o irmão que se encontrava dormindo em sua cama. Este geme em sinal de que tinha acordado.

- Que? Que que foi? Ainda é cedo.- Reclama Tom. Podia ser cedo, mas era o aniversário deles. Já tinha passado alguns meses que os dois estavam juntos, e aquele sentimento de que algo ruim iria acontecer também tinha passado, mas ainda os deixavam pensativos sobre isso.

- Esqueceu que dia é hoje?- Diz Bill um pouco nervoso se sentando ao lado de Tom.

- Dia de dormir até tarde e não ser incomodado?- Tom leva uma travesseirada na cara, mesmo assim não se move.

- É o nosso aniversário, besta.

- Eu sei, claro que sei, então vamos domir mais um pouco já que é nosso aniversário.

- Não, não, não. Já está quase na hora do almoço, preguiçoso, se esqueceu que o Georg e o Mike vão vir almoçar com a gente?

- Ahh, Bill.- Tom puxa o braço de Bill fazendo o mais novo cair em seu peito, pega no queixo do moreno fazendo este erguer um pouco a cabeça para cima e lhe beija, um beijo rápido.- Feliz aniversário, amor.

- Hum, feliz aniversário, Tommy...acho que eu até poderia ceder e ficar aqui contigo.- Ouvindo isso, Tom sorri.- Mas...não dá. Anda levanta.- Diz Bill se levantando da cama e ficando na frente do mais velho. Este fecha os olhos e finge não ouvir o mais novo.

- Aé, vai ser assim? Vai dar uma de difícil?- Bill vai chegando perto e se ajoelha na frente da cama.- Vamos ver se você não vai acordar.- Dizendo isso, Bill envia sua mão debaixo do cobertor e toca o membro de Tom. Este geme. Bill começa a massageá-lo, logo depois, coloca sua cabeça dentro do cobertor e beija o mini-Tom por cima da boxer. O mais velho dá um grito e automaticamente se levanta.

- Eu disse que você ia levantar, por bem ou por mau...- Diz Bill rindo.

- Ora, seu...agora termine o que começou...- Diz apontando para sua ereção.

- Eu não...isso é para aprender a não me desobedecer...agora se arrume e desça.- Diz Bil saindo do quarto sem antes ouvir uma resposta do mais velho.

- Ei, Bill, volta aqui agora...- Tom vê a porta de fechando.- Eu te pego mais tarde.- Diz para si mesmo dando um sorriso de canto.

**********************************

Tom vai descendo as escadas e encontra sua mãe e Bill decorando o bolo. Simone larga o que está fazendo e vai em direção ao seu filho mais velho lhe abraçando e desejando um feliz aniversário.

- Brigado, mãe.- Diz o mais velho quebrando o abraço e indo ver o seu irmãozinho decorando o bolo.- Posso decorar também?- Diz vendo todos os enfeites de bolo que tinha na mesa.

- Bom...eu estava ajudando seu irmão, mas já que chegou, pode sim. Ahhh, eu tenho que olhar as roupas na máquina.- Diz Simone saindo e deixando os dois sozinhos.

- Anda Tom, ajuda aqui.- Diz Bill entregando uma cobertura de chocolate para o irmão.

- Claro, claro.- Diz Tom pegando a cobertura da mão do mais novo e começando a fazer um desenhos no bolo.- Eu preferia usar este chocolate para outra coisa.- Diz perto do ouvido de Bill fazendo este estremecer. Bill entende perfeitamente pra que Tom queria usar o chocolate.

- Tom.- Bill reclama.- Só pensa nisso?

- Mas, pense bem Bill...você, eu, cama, chocolate por todo o corpo.- Tom geme só de pensar. Bill ri.

- Bom, eu acho que vai sobrar chocolate mesmo.- Tom arregala os olhos, uma de suas fantasias iria se realizar no dia de seu aniversário, estava tudo perfeito. Terminam de arrumar o bolo e logo a campanhia toca.

- Vou abrir.- Diz Bill sendo seguido por Tom.- Entra Georg.- Diz o moreno ao abrir a porta e ver o amigo.

- Oi pra vocês, feliz aniversário também.- Diz entregando um presente para cada um.- Abram depois que eu for embora, eu tenho vergonha.- Diz fazendo os dois rirem.

- Tá bom, tá bom.- Diz Tom rindo.

- Só está faltando o Mike.- Diz Bill relembrando Tom.

- Verdade.- Diz o mais velho.- Deve chegar daqui a pouco.

- An...quem é Mike?- Pergunta Georg confuso.

- Ahhh, um dos nossos melhores amigos.- Bill sorri.

- Que por sinal, já chegou.- Diz Tom vendo Mike entrando pelo portão e se dirigindo para a porta que estava aberta com os três rapazes lá dentro.

- Oi pessoal. Feliz aniversário pra vocês.- Diz Mike abraçando os dois e entregando os presentes.- Abram depois que eu for embora, eu tenho vergonha.- Mike sem saber diz a mesma coisa que Georg, fazendo os três rirem.

- Deixa eu apresentar.- Diz Bill.- Mike esse é Georg. Georg esse é Mike.- Os dois apertam as mãos e se comprimentam.

- Prazer. Mike Muller.- Diz Mike dando um sorriso lindo.

- Pr...Prazer. Georg Listing.- Georg gaguejou um pouco, sorte que ninguém percebeu. Estava fascinado com a beleza de Mike. Este era menor que ele, tinha cabelos pretos um pouco maior que os de Bill, usava maquiagem igual ao aniversariante mais novo, até parecia que estava tentando se parecer com ele, seu corpo era pequeno, era frágil. Era tão lindo...lindo, ao ver de Georg.
Bill e Mike vão para a sala ver se tem algum filme que preste enquanto eles esperam as pizzas chegar.

- Tá babando pelo Mike, né?- Diz Tom cutucando Georg com o braço. O mais baixo sai de seus pensamentos.

- QUE? EU? JÁ DISSE QUE NÃO SOU GAY.- Georg grita assustando a todos. Mike coloca a cabeça pra fora da porta da sala e vê a face de Georg, ele estava assustado. Mike começa a rir.

- Desculpa...hahaa...- Fala Mike vendo a cara de Georg. Todos começam a rir.

- Calma, calma, todos sabemos que você não é gay...parece ser o único aqui.- Diz Tom indo pra sala.

- Único? Oras, não fale pelo Mike.- Diz Georg seguindo o mais alto.

- Não se preocupe. Eu sou gay também.- Diz Mike rindo enquanto via Tom brincando com os cabelos de Bill. Ele também sabia da relação dos mais novos. Georg o olha assutado.

- Que foi?- Pergunta sorrindo. Mike era realmente bonito.

- Ah, não, nada.- Diz Georg tentando disfarçar. No fundo, tinha gostado de saber. Logo sentiu um olhar sobre si. Mike o olhava de cima à baixo. Se sentiu um pouco desconfortável.

- Han...algo de errado?- Perguntava o mais velho vendo se tinha algo estranho na sua roupa.

- Não, nada. Só estava olhando a sua beleza.- Lhe deu novamente um sorriso. Se fosse outra pessoa, Georg provavelmente teria brigado, mas, com o mais novo, Georg apenas sorriu. Os gêmeos se olhara e sorriram. Entre dos dois ia ter coisa ainda.
Simone que antes estava arrumando as roupas, volta , e vê os meninos vendo os filmes. Ouviu a campanhia tocar e foi buscar as pizzas.

- Meninos, as pizzas chegaram.- Diz Simone fechando a porta com os pés e colocando logo depois as pizzas na mesa. Todos vieram correndo e se sentaram na mesa. Como de previsto, Tom e Bill sentaram um do lado do outro, Simone em uma ponta, e Mike e Georg sentaram juntos também.

- Primeiro a pizza de seis queijos.- Dizia Bill empolgado.

- Como preferir o aniversariante.- Diz Simone rindo.

- Ahhh, Mike. Você já sabe de nós dois juntos, mas ainda não sabe como que tudo aconteceu, não é?- Diz Tom.

- É verdade, vocês disseram que iriam me contar. Quero saber.- Ouvindo Mike dizer isso, Georg se engasga.- Você está bem?- Mike se vira um pouco de lado e olha o mais velho com um olhar preocupado, este cora.

- Sim, estou bem...por enquanto.- Georg pega um guardanapo e limpa sua boca.

- Por enquanto mesmo...- Diz Tom rindo.- Graças à ele que ficamos juntos.- Tom ria junto de Bill. Mike olha pra Georg meio confuso.

- Então me contem.- Sua atenção volta de novo pra os gêmeos.

- Olha Mike, não acredite que o Georg seja totalmente hétero.- Diz Bill.

- Concordo, totalmente hétero não é.- Simone se pronúncia depois de um tempo.

- Não é verdade. Sou totalmente hétero.- Diz emburrado.
Tom e Bill começam a contar a história como tudo aconteceu. Contavam que Georg namorara Bill, que Tom tinha ficado com ciúmes e tudo mais o que tinham que contar.

- Georg, tu...no mínimo é bissexual.- Diz Mike.

- Não sou...SOU HÉTERO.- Grita fazendo todos rirem por ele mesmo não se aceitar. Poxa, ele era hétero. Bom, era difícil de acreditar depois de uma história dessa.

- Daqui à um tempo você aceita, Georg. Eu mesmo demorei um tempo pra aceitar que era gay.- Diz Tom olhando para Bill.
Após o almoço, esqueceram desse detalhe. Começaram a ver filmes, jogar, brincar. Pareciam crianças no jardim de infãncia.

- Bom, está na hora de ir embora.- Diz Mike se levantando do chão onde todos estavam deitados contando piadas.

- Eu também tenho que ir.- Era a vez de Georg se levantar e dizer isso.

- Que pena, mas tudo bem.- Diz Tom se levantando junto de Bill e indo abrir a porta para os dois.

- Até mais.- Diz os gêmeos logo depois fechando a porta.
Georg e Mike saem da casa dos Kaulitz.

- Bom, até qualquer dia.- Mike sorri.

- Sim, até qualquer dia.- Os dois apertam as mãos e se viram, um para cada lado oposto mas, logo pararam e se viram de novo um para o outro falam ao mesmo tempo:

- Pode me dar o número de seu celular?- Os dois riam, riam muito pela coincidência.

- Claro.- Mike chega mais perto de Georg para lhe passar o número. Sentia-se observado pelo mais velho, isso era bom.

- Bom, agora cada um tem o número do outro.- Diz Georg rindo. Mike olha para cima e vê o par de olhos verde o observando. Chega mais perto de Georg, ficando na ponta dos pés e lhe dá um selinho. O mais velho arregala os olhos.

- Tem certeza que não é gay?- Perguntava baixinho e sensualmente.

" Que que eu faço? Ele me deu um beijo, eu devia ter batido nele...não, NUNCA, nunca iria machucar essa face delicada dele...mas o que eu tô dizendo? Eu não sou gay...eu não sou...eu sou? AHHH QUE SE FODA, já me queimei mesmo com aquela história que eu tive com o Bill."
Georg sai de seus pensamentos.

- Eu? Gay? Só por você...- Dizendo isso, Georg coloca um braço atrás da cintura de Mike e aprofunda o beijo. Tinham sentido algo um pelo outro assim que se viram pela primeira vez, isso não podiam negar. Mas, haviam se esquecido que estavam na frente da casa dos gêmeos, e estes assistiam tudo pela janela.

- AHAHHAHA, ganhei dez reais.- Diz Bill contente.

- Ahhh, esqueci que o Mike é rápido quando se interessa por alguém.- Diz Tom fechando a cortina da janela e olhando o mais novo.

- Sim, sim. Agora...os meus dez reais?- Bill ergue a mão em sinal de que estava esperando o dinheiro.

- Eu posso te dar coisa melhor.- Diz Tom pegando Bill pela cintura e lhe beijando. Sorte que sua mãe havia saído logo depois do almoço e ainda não tinha chegado, e esperava que não chegasse logo.

- Hum...posso aceitar isso.- Dizendo isso, Bill se vê sendo puxado para o quarto.- Eiii, e a cobertura de chocolate?- Bill lembra o mais velho. Este solta Bill e vai correndo até a geladeira e pega a cobertura.- Agora sim.- Diz Bill ino em direção à Tom e lhe beijando. Quando menos se esperava, já estavam entrando no quarto.


gente xD nao faço ideia de quanto seja 10 reais em portugal '-'
espero que estejam gostando =** kiss













Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melanie Kaulitz
Convertid@
Convertid@
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 760
Idade : 23
Localização : Portugal
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Depende dos dias
Sou : Twincest Fan
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Re: Se é amor, não importa com quem for   Qui Set 03, 2009 6:31 pm

AHHHH! Eu não tou gostando, eu tou AMANDO *-----*
O Georg e o Mike... hum... belo par x)
O Georg é tão parvinho XD
Posta mais pliese! '-'
Eu também não faço ideia de quanto sejam dez reais cá em Portugal xD
Kiss...

P.S.: Não sei se já viste, mas eu te adicionei no msn :$
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://o-diario-dos-disparates.blogs.sapo.pt
 
Se é amor, não importa com quem for
Voltar ao Topo 
Página 8 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 7, 8, 9, 10, 11  Seguinte
 Tópicos similares
-
» O primeiro e unico amor de Bill Kaulitz!
» Curiosidades interessantes da vida de Michael Jackson
» Bilhete: Michael manda um bilhete para os melhores fãs do mundo no Seminário Dia dos Namorados
» Duas historinhas que envolvem o amor
» Você sabe quem é Romero Britto e qual a sua ligação com Michael Jackson?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH-twincest :: Fan-made :: Fanfiction-
Ir para: